Eartheater
CRUA

15 Junho 2016 · 22h00 · Teatro Ibérico


Eartheater
é Alexandra Drewchin, música e artista plástica a residir atualmente em Nova Iorque. Conhecida pelas suas performances xamânicas como líder de Guardian Alien, Eartheater é a expressão máxima de liberdade, uma deliberada destilação da voz, sintetizadores, guitarra e produções eletrónicas de composições curtas de detalhes cristalinos. Em Outubro de 2015 lança o seu segundo trabalho “RIP Chrysalis”, editado pela Hausu Mountain. Na sequência do álbum de estreia – Matalepsis – é um deslumbrante passo em frente neste processo de pesquisa. Qualquer que seja o momento, as composições de Eartheater constituem um interstício entre canções folk, colagens de música concreta e uma deslumbrante imagem cénica para uma possível banda sonora cósmica que só ela consegue imaginar com todo o detalhe. Os intricados e melodiosos arranjos proveniente dos sintetizadores, juntamente com as dinâmicas e performances vocais empurram-nos para um incontável número de caminhos e tonalidades. Eartheater produz música eletrónica em camadas tão exímias e detalhadas que constituem universos próprios e inexplorados, cada um no exacto equilíbrio entre texto e textura.

A digitized take on psych-folk, casting spells in javascript and lacing them together with silken guitar work. Pitchfork

It’s one of the best pieces of psychedelic music we’ve encountered this year, but even that genre tag feels limiting to Eartheater’s transcendent mysticism. #10 ALBUM OF THE YEAR 2015 FACT

…bizarre assemblages of electric guitar and synthesizer samples that bleed and swirl into one another with the boundless energy of psychedelia, at once feeling like ancient rite and unabated innovation. SPIN

CRUA, é uma colaboração perpétua, na medida em que há um propósito intrínseco de experimentação baseado na improvisação contínua. O objectivo é o da própria criação, nunca a procura de um estilo. Na sua génese está o controlo total sobre a sua própria energia. CRUA é um trio – André Hencleeday (percussões), Carlos Carvão (guitarras) e Daniel Neves (electrónicas), mas está na sua essência a colaboração com outros músicos, alargando assim os seus horizontes.

Evento Facebook

Morada Teatro Ibérico: Rua de Xabregas 54, 1900 Lisboa
Transportes a_718_728_742_759_781_782_794_210

>