Gentrifornicação


Puma
Sousa + Maranha
Francisca Marvão
Xavier Almeida

18 Fevereiro 2017 · 17h00 · Lusitano Clube

 

Um – dois – três – quatro. Um – dois – três – quatro. Um – dois – três – quatro, a cadência militar. Tapume, andaime, furgoneta, camioneta e cimento. Montar grua, martelo e picareta. Esventrar. Manter, a fachada. A face como alma. Ri por fora, para o de dentro não mostrar. Arrancar, desaparafusar. Substituir o velho pelo moderno, o banco corrido pelo sofá cama. O jarro de tinto da casa pelo verde frutado. A orelha de porco pelas trufas da época. Essa cadência militar. Um – dois – três – quatro. Este já está quase pronto. Novinho o T2, T3, T4 segue para o site da internet e o velhinho que vá para o Lar do Sabugal que Lisboa agora é capa de revista e destino de eleição. Onde já se viu misturar isto com pelo de cão?

Semana após semana não há edifício que, sob o pretexto de requalificação, não esconda uma expropriação ou uma especulação. Com ele actividades com história, que conformam as vivências de um bairro, que permitem a convivência geracional. O Palmeiras no Chiado, o Pirata nos Restauradores serão os exemplos mais significativos, porque agarrado a cada laje vêm histórias aos magotes. E muitos outros edifícios que a um ritmo diário vão sendo transformados e na maior parte das vezes aniquilados. Exemplos não faltam.

Outro que vai desaparecer é o Lusitano Clube. Clube centenário, paredes meias com a muralha da Sé e vizinho das casas de fado de Alfama dará origem a apartamentos de luxo. A Nariz Entupido organizou aqui vários concertos – Jennifer Castle, Medeiros/Lucas, Hannah Epperson + Paper Beat Scissors, Viking Moses + Daily Misconceptions, Ich Bin N!ntendo. Não poderíamos dizer não ao convite do Lusitano para organizar um último concerto.

Tudo isto surgiu de uma proposta ao Nuno Afonso que decidiu abrir discussão a mais artistas, em forma de colectivo; os amigos responderam e assim se ergue a Gentrifornicação. Um título que tem tanto de irónico como de chamada de atenção. Tanto de despedida como de alerta. Mais uma associação que fecha, mas que longe de ser uma inevitabilidade, deverá ser ponto de partida para mais discussão, para acções concretas, para mostrar que a ideia de um pretenso futuro se faz por um caminho de sentido único.

Uma tarde com Puma, Sousa + Maranha, projecções de Francisca Marvão e exposição de Xavier Almeida.

Cartaz Xavier Almeida
Evento Facebook

Morada Lusitano Clube : Rua de São João da Praça, 81, Alfama
Transportes a_728_735_759_794 e_12E_28E m_TerreiroDoPaço
Coordenadas 38°42’34.38″N 9°07’52.2″W

>