Primeira Dama
Lorenzo Masotto

22 Junho 2017 · 21h30 · Teatro Ibérico

Primeira Dama
Manel Lourenço é Primeira Dama, rapaz lisboeta que tem vindo a trabalhar com os seus amigos e colegas da Xita Records por forma a concretizar o que é fruto de uma grande amizade e partilha de histórias. A história começou muito antes, quando este se vê rodeado de músicos em toda a sua família. Estudou música durante 10 anos da sua vida e encontrou instrumentos de criação e expressão musical, como o saxofone e, obviamente, o piano e os teclados. A sua fácil manipulação vocal faz com que tenha aprendido a lidar com a melodia e a harmonia de uma forma quase banal.
“Histórias por Contar…” é o consumar das histórias vividas por este jovem. O amor, os amigos e as chatices que por vezes trazem são faladas neste disco como uma forma natural do seu crescimento e da sua simbiose com o próximo.

A pop é levada para um rumo de sonho e introspeção, onde as vozes e os teclados são retratados como a sua forma de expressão, caracterizados por reverbs lo-fi onde existe uma sujidade obscura. Para que tal conceito acontecesse, a produção foi levada a cabo por Filipe Sambado, uma pessoa também presente na história da Primeira Dama praticamente desde que esta começou a andar de bicicleta.

Lorenzo Masotto
O primeiro contacto de Lorenzo Masotto com o piano dá-se aos nove anos de idade. Relação que se mantém até hoje, mas que não se confina exclusivamente à área do música erudita ou clássica. A sua curiosidade impele-o a descobrir as linguagens do jazz, mas também do prog/post rock onde chega a formar uma banda de nome Le Maschere di Clara. Lorenzo dirige um coro masculino, compõe música para teatro e cinema, mantendo uma actividade intensa enquanto professor de piano e composição. “Nunca me imaginei a escrever somente num estilo de música determinado” afirma, “Amo a música independentemente dos estilos e juntamente com tudo o que me rodeia serve para aumentar a minha confiança e capacidade para compor através de uma perspectiva mais vasta”. Lorenzo editou Silk (Alfa Music – 2015) e Rule and Case (Preserved Sound – 2016). Em 2017, edita Aeolian Processes, pela Dronarium.

Bilhetes 6 EUR (antecipado) / 8 EUR (dia) (Ticketline)
Evento Facebook

Morada Teatro Ibérico : Rua de Xabregas 54, 1900 Lisboa
Transportes a_718_728_742_759_781_782_794_210

>