Pierre Bastien
António Caramelo

18 Outubro 2017 · 22h00 · Sabotage Club

A Nariz Entupido, Matéria Prima e A Tarumba Teatro Marionetas apresentam, pela primeira vez em Lisboa, Pierre Bastien.

Quiet Motors” é uma performance surrealista, dadaísta e poética do compositor e multi-instrumentista francês, onde combina sons de trompete de bolso com um conjunto de autómatos musicais, construídos a partir de peças de Meccano e engrenagens ativadas por pequenos motores, capazes de desencadear movimentos e percussões. A colorida orquestra mecânica que daí resulta realiza aleatoriamente peças curtas, encantadoras e hipnóticas.
Pierre Bastien constrói, em 1977, a sua primeira máquina musical. Durante dez anos compõe para companhias de dança e toca para Pascal Comelade. Durante este período desenvolve o que designa por Orquestra Mecânica. Desde 1987 que trabalha exclusivamente os seus projectos a solo, instalações sonoras, edições fonográfica e colaborações com artistas como Pierrick Sorin, Karel Doing, Jean Weinfeld, Robert Wyatt ou Issey Miyake. Pierre Bastien, compositor e multi-instrumentista, tocou em inúmeros colectivos – Operation Rhino, Nu Creative Methods, Effectifs de Profil e com a companhia de dança Dominique Bagouet.
Por volta de 1986 participa no Bel Canto Orquesta de Pascal Comelade, ao mesmo tempo que criava e literalmente construía a sua própria orquestra de nome Mecanium, um ensemble de autómatos musicais construídos de partes mecânicas e activada por motores eléctricos, que são tocados sobre instrumentos acústicos originários de todo o mundo.
Nos anos mais recentes, Pierre e as suas máquinas colaboraram em vídeos de artistas como Pierrick Sorin, com o designer de moda Issey Miyake, com o músico e compositor Robert Wyatt, com a companhia de circo Trottola, e músicos como Alexei Aigi, Steve Arguelles e Phonophani. Os mais recentes trabalhos foram editados pela Western Vinyl e Rephlex.

António Caramelo é artista visual com um sério interesse no não visual. Expõe regularmente pelo menos há 15 anos por cá e por lá, assim como coorganizou e organiza exposições e sessões. Colectivamente colaborou em alguns projectos audiovisuais em teatro, dança e música: nesta área específica foi membro da banda Academia da Euphoria, Hóstia de Angústia e NRV. Desenvolve neste momento uma label sonora No-Fi com megafones resultante do projecto de investigação mais abrangente e igualmente niilista denominado makearevolution* a editar em 2017.

Bilhetes 8 EUR à venda à porta na noite do concerto
Evento Facebook

Morada Sabotage Club : Cais do Sodré, Rua de São Paulo, 16, Lisboa
Transportes a_714_774 \ e_25E_15E \ m_Cais do Sodré \ c_Cais do Sodré
Cartaz João Fonte Santa

>